sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Prefeitura de Chapadinha em parceria com o Governo do Estado implanta 1ª Unidade Demonstrativa para o cultivo de novas culturas no povoado Poço de Pedra

SHARE
Blog do Kim Pereira - quinta-feira, 20 de novembro de 2014

A prefeitura de Chapadinha, através da secretaria de agricultura em parceria com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de desenvolvimento social e agricultura familiar ( SEDES ), iniciou o projeto experimental de desenvolvimento das Primeiras Unidades demonstrativas de cultivo de mandioca associada ao amendoim do Baixo Parnaíba, sendo uma no povoado Poço de Pedra, a 17 km da cidade, e outra no município de São Bernardo.

“ O objetivo do projeto é melhorar a produção do município e descobrir o potencial da cultura na região. O trabalho aqui vai ser desenvolvido em equipe com as 5 famílias”, disse o técnico da secretaria municipal de agricultura, Márcio Saraiva. 


Seu José Luís faz parte do grupo e acredita que com o apoio logístico e orientação técnica o resultado do projeto vai ser um sucesso.


“ Se a prefeitura não manda as máquinas não tinha como a gente pagar o trator e não tinha como a gente desenvolver esse trabalho. Eu tô muito feliz e agradecido por esse apoio. Agora tudo só depende da gente, e braço nós temos pra fazer!” afirmou o agricultor, José Luís Saraiva da Silva. 


Os trabalhos já estão avançados no local. A prefeitura de Chapadinha já mandou o trator esteira para limpar as áreas, que somadas dão 20 mil metros quadrados. E agora o trator faz a aração do terreno para receber o calcário. Produto que já está disponível aos agricultores e que ajuda na correção do solo, sendo necessários 10 quilos do produto para cada 100 metros quadrados. Lidar com a terra exige tempo, técnica adequada e muito trabalho e, dependendo do tipo da cultura, alguns cuidados são essenciais. Aqui serão plantados o amendoim, uma novidade pra região, mandioca, milho e fava, no sistema de fileira dupla, onde a cada dois metros do pé de mandioca, por exemplo, deve ser plantada outra cultura. E para se obter o resultado desejado, o solo precisa de um tempo para absorver os nutrientes. Por isso a previsão de plantio é para o mês de janeiro.


Ivonaldo destaca que se a comunidade não tivesse recebido o apoio da prefeitura de Chapadinha, o trabalho não seria possível, pois ao invés de três dias de serviço, de preparação da terra, os agricultores levariam cerca de três meses para deixar o solo pronto para o plantio.
Essa é a diferença do governo de Ducilene Belezinha em comparação aos anteriores, que aposta, acredita e investe no potencial do homem do campo.


“Há 20 anos que nós nunca tivemos esse apoio. É muito importante. Essa é a realidade que deve acontecer em nosso município, que é pra gente vê que em uma pequena área, nós poderemos produzir bastante. Porque hoje, em nosso país, o agricultor familiar produz 75% de alimento pro nosso país. Aqui vão render bons frutos e novos projetos. Esse é o diferencial do governo de Belezinha”, concluiu o agricultor, Ivonaldo Sousa Silva.


SECOM/PMC
Fotografia: Kim Pereira
Imagem: Edilson Pereira
Reportagem: Suzenne Costa


Veja o Vídeo

SHARE

Author: verified_user

0 comentários:

Outros Blogs

Postagens mais visitadas

Arquivo do blog