Aluízio tem razão: bloquete gera renda, reduz custos e melhora a qualidade de vida das pessoas

Blog do Kim Pereira - quinta-feira, 11 de dezembro de 2014
Do Blog do William 
Em Imperatriz, vereador pede instalação de fábrica de bloquetes para pavimentar ruas da cidade e sugere o mesmo para outras cidades
O secretário municipal de Infraestrutura, Aluízio Santos, chegou ser desdenhado por alguns blogueiros de oposição quando deu início à pavimentação de ruas, como a 7 de Setembro, no Bairro Campo Velho, com bloquetes de cimento, e anunciou a continuidade das obras para outras rua da cidade, destacando, não só a melhoria na qualidade de vida, como a geração de emprego e renda para a comunidade, com a instalação de unidades produtoras dos blocos de concreto utilizados na pavimentação.

Aluízio também lembrou que a demanda de Chapadinha e de cidades vizinhas aumentou, gerando atraso nas poucas fabricas existentes na cidade e, que, por isso, necessitaria do surgimento de novas fábricas.

 Em Imperatriz, segunda maior cidade do Maranhão, um vereador defende a implantação de uma fábrica para produção de bloquetes de alta qualidade, seguindo o exemplo de outras cidades brasileiras.

Confira na matéria a seguir:
Promover a revitalização de ruas, reduzir os custos e a melhorar a qualidade de vida população de Imperatriz. Esse é o objetivo da proposta do vereador Fidelis Uchoa (PRB) que solicita ao município a instalação de uma fábrica para produção de bloquetes de alta qualidade. “Temos que copiar os bons projetos executados em outras cidades brasileiras”, disse ele.

Uchoa, que conversou com o prefeito Sebastião Madeira e o secretário Roberto Alencar (Sinfra), assinalou que pretende estender o pedido ao próximo secretário de Estado de Infraestrutura (Sinfra), Clayton Noleto, para que viabilize a instalação de uma fábrica de bloquetes para o município de Imperatriz.

“Nós esperamos que ele (Clayton Noleto) tenha sensibilidade de viabilizar a instalação dessas fábricas de bloquetes também nos pequenos municípios do Maranhão, devido ao elevado custo com a massa asfáltica”, propôs ele, ao elencar a importância da unidade fabril na geração de emprego e renda e na melhoria da infraestrutura dos bairros carentes de Imperatriz.
Ruas do Bairro Campo Velho, em chapadinha, sendo pavimentadas com bloquetes
Ele observou que “o município de Imperatriz deveria abrir processo de licitação para instalação dessa fábrica de bloquetes, visando reduzir os custos com pavimentação asfáltica de ruas e avenidas”. “Temos cimento mais barato, mão-de-obra local e matéria prima (areia) no rio Tocantins. E se, nestes dois anos, que estou nessa Casa de Leis tivesse sido executado esse projeto teríamos centenas de moradores dos bairros beneficiados com infraestrutura de qualidade”, disse.

Durabilidade – O vereador Fidelis Uchoa enfatiza a resistência e durabilidade da pavimentação de vias com bloquetes ao citar, como exemplo, o da rua XV de Novembro, no setor Beira-rio.


“A rua XV de Novembro foi bloqueteada em 1976; as ruas São Paulo e Fortunato Bandeira, no bairro Nova Imperatriz, em 1985, com bloquetes que ainda estão do mesmo jeito”, disse o vereador Antônio Pimentel, ao citar outro trecho, o da Avenida Dorgival Pinheiro de Sousa, que era ponto de alagamento ali próximo da rua Manaus, com mais de 25 anos de durabilidade. (Assimp-Câmara)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Frigorifico JP Carnes e Frios

Frigorifico JP Carnes e Frios

Hortifruti Genilson

Hortifruti Genilson

Arquivo do blog

Postagens Recentes

recentposts

Postagens em Destaque

randomposts